sábado, 15 de agosto de 2015

ARAÇÁ BOI


ARAÇÁ BOI



Nome Popular: Araçá-boi
Nome Científico: Eugenia stipitata Mc Vaugh.
Família Botânica: Myrtaceae

Características Gerais: O Araçá-boi é uma fruteira arbustiva nativa da Amazônia que está sendo introduzida na agricultura moderna. Estudou-se sua fenologia na Amazônia Central, latossolo amarelo, atiço textura média, durante os primeiros 15 meses de produção. Quando juvenil, floresce continuamente, durante o ano, com 4 períodos de alta produção; como muitas fruteiras, produz mais flores que frutos (somente 25% das flores produzem frutos que chegam à maturação). A taxa de autipolinização natural é reduzida, sugerindo que a espécie é alógama. Os polinizadores são as abelhas. O tempo entre floração e maturação dos frutos é de aproximadamente 34 dias.
ARAÇÁ PÊRA



ARAÇÁ PÊRA




Nome Popular: Araçá-pêra
Nome Científico: Psidium acutangulum DC
Família Botânica: Myrtaceae

Características Gerais: O araçá-pêra é uma fruteira encontrada em forma silvestre ou cultivada na Amazônia. Seus frutos, em geral ácidos, normalmente são consumidos na forma de refresco. Neste trabalho, são apresentados e discutidos dados referentes ao desenvolvimento e fenologia dessa espécie. Para tanto, foram utilizadas sete plantas, escolhidas ao acaso, que não haviam sido adubadas, e outras sete que receberam 25; 50 e 60 kg/ha de N. P2 O5 e K2O, respectivamente. Observou-se que, após três anos de estabelecimento da planta no campo, a mesma diminui sua taxa de crescimento, tendo a adubação exercido grande influência no seu desenvolvimento. A floração ocorreu praticamente durante o ano todo, com menores emissões florais nos meses de janeiro, fevereiro e março.
A frutificação concentrou-se no segundo semestre de cada ano, com maiores produções nos meses de outubro, novembro e dezembro. Os parâmetros vegetativos, a floração e a frutificação foram favorecidos pela adubação das plantas. As abelhas foram os insetos mais freqüentes durante a floração.


Árvore do araça
O araçá-boi (Eugenia stipitata) é uma fruteira da Amazônia Ocidental, usualmente cultivada no Brasil, Perú e Bolívia. Este fruto pertence a família das Mirtaceas, que é a mesma da goiaba e jabuticaba. A planta é um arbusto com cerca de três metros de altura, com ramos desde o solo. O fruto tem cor amarelada quando maduro, contém em média 11 sementes e chega a pesar 450 gramas. 
Aspectos nutricionais
Vitamina A7.75 µg.Cinzas0,30 µg.
Vitamina B9.84 µg.Lipídios0,20 µg.
Vitamina C23.30 µg.Carboidratos8,90 µg.
Proteína0.60 µg.Energia39,80 kcal


Recomendações agronômicas
Cresce bem em solos de baixa fertilidade, com pH aproximado de 4,0 a 4,5 e em regiões com chuvas desde 1.700 mm até 3.150 mm anuais, e temperatura média ao redor de 25ºC.
Para a produção de mudas podem ser utilizados viveiros rústicos, feitos com estacas de madeiras e cobertos de palha.
O leito da sementeira pode ser feito com serragem de madeira, se possível semi-curtida. A semeadura deve ser feita a 1,0 cm de profundidade, com 2,0 cm entre sementes e 4,0 cm entre linhas.
Mudas do araçá-boi
A germinação é demorada, iniciando após 3 meses da semeadura, podendo levar até 1 ano para ser concluída. Para abreviar este período, as sementes podem ser descascadas com muito cuidado, com o auxílio de uma lâmina de barbear (ou outra maneira de escarificar), o que reduz o tempo de germinação) para entre 30 a 180 dias. As plântulas podem ser repicadas quando tiverem cerca de 6 a 10 folhas (ou mais ou menos 10 cm de altura), para sacos plásticos e levadas ao viveiro. A irrigação deve ser diária e não excessiva.
O plantio definitivo deve ser feito com mudas selecionadas pelo vigor e sanidade. As covas devem ter dimensões de 40 x 40 x 40 cm, utilizando-se 10 kg de esterco de curral ou 3 kg de esterco de galinha já curtido. O espaçamento no campo deve ser de 4m x 4m, o que dará 625 plantas/hectare. Nos 2 primeiros anos não mais será necessário fazer-se adubação. Após este período, indica-se 10 litros de esterco/planta/ano.
Quanto ao aspecto fitossanitário, a espécie é muito rústica. Como praga verificou-se a ocorrência de moscas de frutas (Anastrepha spp.), atacando os frutos. O controle deste inseto pode ser feito com o uso de iscas coletoras de moscas e coleta de todos os frutos caídos. Aqueles atacados, que não foi possível utilizar, enterrar a um metro de profundidade. No caso de doenças foi constatada a Antracnose em frutos, causada porPuccinia psidii. Ambos os patógenos podem ser controlados com maior aeração das plantas e puverizadas com fungicidas à base de cobre.
Colheita
Fruto do araçá-boi
O araçá-boi começa a florar e frutificar normalmente após 2 anos do plantio no campo. Com a planta bem nutrida e adequado suprimento de água, floresce e frutifica continuamente o ano inteiro. Quando da máxima produção, devem ser feitas três colheitas por semana, apanhando os frutos ainda na planta, evitando os que caíram no chão, de modo a não depreciá-los.
Os frutos de araçá-boi quando maduros são muito delicados, amassando-se com facilidade e portanto, são difíceis de serem transportados por longas distâncias. De preferência, quando se dispõe de uma grande quantidade de frutos, recomenda-se que seja feito o beneficiamento da polpa e que esta seja comercializada congelada.
Usos e perspectivas
A polpa do fruto é mole e sucosa, de cheiro agradável e de sabor ácido, podendo ser usada para refresco, sorvete, creme e outros. O aroma se perde facilmente com o calor, assim as geléias não mantêm o aroma original da fruta. A espécie apresenta potencial para conquistar um lugar de destaque no mercado nacional e internacional, principalmente como refresco natural, podendo ainda ser comercializada como polpa congelada ou suco 



5 comentários:

Postar um comentário